Adote uma Locomotiva


locomotiva-401-antes
Locomotiva 401 quando chegou

Um maquinista chega a chorar, quando ouve o apito de uma locomotiva a vapor, ele volta ao passado, lembra de toda sua história,

401 no trecho
Locomotiva 401 reformada no trecho

a sua vida, dos tempos em que elas

reinavam absolutas, os tempos de ouro das ferrovias. Infelizmente este tempo de orgulho e prosperidade acabou e levou com ele todos nossos trens, hoje só nos resta a saudade.

 

caboose9
Caboose Mogiana quando chegou

As locomotivas, carros de passageiro e outros equipamentos ferroviários quando chegam, geralmente

caboose2
Caboose Mogiana reformado no trecho

estão neste estado, o tempo, abandono e o vandalismo, são cruéis e implacáveis com as “damas” de ferro.

 

transporte2
Locomotiva Alco 3505 quando chegou

O projeto Adote uma Locomotiva, visa a busca de patrocinadores e investidores que ajudem a salvar e restaurar equipamentos ferroviários que compõem o nosso acervo, exemplares raros e em alguns casos o único restante no mundo.

Nosso pessoal é composto basicamente por voluntários, que se poem a trabalhar com afinco na restauração e manutenção destes equipamentos, mas para que a restauração ocorra, não basta apenas a força de vontade, o amor a ferrovia, a história e a cultura, é preciso dinheiro, muito dinheiro! que começa no transporte destes equipamentos,

905 no girador
Locomotiva Alco 905 reformada e operacional

a fabricação de peças, mão-de-obra externa, laudos, testes, ferramentas, pintura, materiais diversos (madeira, metais, elétrica e hidráulica) e etc.

Por este motivo algumas restaurações levam anos para serem concluídas, mas nada que nos desanime …

 … e neste ponto você pode nos ajudar, a ABPF é uma OSCIP, habilitada pelo Ministério da Justiça do Brasil, a estabelecer parcerias e convênios com todos os níveis de governo e órgãos públicos (federal, estadual e municipal) e permite que doações realizadas por empresas possam ser descontadas no imposto de renda.

Empresário se você se preocupa com história e cultura, por favor contribua !, ou melhor, invista ! parte dos seus impostos ou parte da sua verba para divulgação com a gente !, você vai divulgar sua empresa, sua marca e vai ajudar na preservação da história e na cultura do pais.

Todas contribuições podem ser revertidas parcialmente em ingressos cortesia que as empresas podem oferecer a seus funcionários e clientes, também podem utilizar estes ingressos para uma ação social em uma escola, colégio, hospital, levando cultura e diversão a pessoas carentes.

A locomotiva da capa é a No. 604 da Companhia Paulista, fabricada em 1895, ficou abandonada por mais de 30 anos e foi restaurada pela ABPF graças ao patrocínio da empresa NEC do Brasil. Veja abaixo como ela esta hoje.

locomotiva 604a

Lembre-se você pode fazer a diferença, sua ajuda, não precisa ser em dinheiro pode ser mão de obra, um desconto em serviços, um equipamento ou veículo usado. Consulte sobre o que utilizamos e em que você pode ajudar.

INVISTA EM CULTURA, ADOTE UMA LOCOMOTIVA !

– Contato –

(19) 3207-3637 – 11 97592-4282
falar com o Mauricio Polli

– Email –

abpfcps@terra.com.br

33 thoughts on “Adote uma Locomotiva”

  1. Boa tarde a todos os amantes da Ferrovia…
    Meu coração não aguentou de tanta emoção ao ver essas máquinas maravilhosas em funcionamento. Saudades… hoje com 47 anos, sinto muita saudade dos bons tempos da FEPASA, sou de Marília interior de São Paulo, minha cidade ainda hoje é cortada pela lembrança dos velhos trens de passageiros que por aqui transitavam… ainda me lembro bem a última viagem de trem que fiz em 1989 com 19 anos na época, fui a São Paulo prestar um concurso do Exército, fui fardado uma honra e respeito para a época, me lembro que na volta parei para ver meus parentes que moram ai em Campinas, gente toca meu coração e fico triste em ver aqui próximo a minha cidade, pra ser mais exato em garça… o bosque municipal possui uma composição abandonada, muito me orgulharia ver ela rodando no ramal PANORAMA-BAURU… não tenho condições financeiras para ajudar, mas com certeza se um dia ganhasse na SENA, MEGA-SENA, LOTO ou qualquer outra coisa… podem ter certeza eu iria até GARÇA… e resgataria aquela linda MARIA FUMAÇA que ali esta abandonada… é uma pena que em nosso pais… empresários endinheirados não se preocupem em deixar um legado aos seus filhos, netos e futuras gerações… um abraço… com os olhos cheios de lágrimas, parabenizo a todos pelo esforço de manterem viva essa chama…

  2. Primeiramente quero parabeniza-los pelo ato heroico de resgatar, manter e preservar ferrovias, estações, locomotivas, carros e etc.
    Quanto ao descaso já citado anteriormente, não se trata só de nossa memória, mas sim de valiosíssimo patrimônio.
    Praticamente fui criado viajando nos trens da extinta Companhia Mogiana, ramal Campinas Poços de Caldas, me sinto indignado ao ver estações, vagões, carros e até locomotivas a diesel abandonadas nos pátios de estações em ruinas, até com árvores crescendo dentro deles, e sendo depredados por vândalos em muitas cidades por onde passei, inclusive Campinas.
    Atualmente no ramal acima citado só circulam trens de cargas transportando nossas riquezas minerais, sabe-se lá para onde…
    É no mínimo revoltante para quem utilizou de transporte ferroviário, deparar com tão triste cenário.
    Para encerrar me desculpo pelo desabafo, indignação e extensão do texto.

    1. Bom dia Nildemar, obrigado pelo contato a sua indignação também é a nossa, mas nada podemos fazer para reverter este quadro, senão tentar a duras penas salvar algum equipamento do corte, com os escassos recursos de que dispomos, mas continuamos na luta. Obrigado.

  3. Realmente e descaso com nossas memorias sou frequentador assíduo de Paranapiacaba desde criança (57anos)e ver tudo aquilo jogado as traças e de doer da ultima vez q estive la que foi no mês passado já di falta da placa de identificação do tem do imperador D.Pedro ll que diga-se de passagem esta num galpão com várias infiltrações e sem nenhuma segurança ate estão fazendo algumas restaurações mas muito devagar e pude notar também que alguns moradores se apoderaram de vários objetos antigos pertencente a ferrovia acredito que deveria sr de obrigação das concessionárias que tanto ganham com nossas ferrovias a restauração e conservação desse tesouro que e tão prestigiado em outros países realmente e uma grande pena

    1. Boa noite Carlos, obrigado pelo contato, infelizmente em PNP a situação é muito difícil, as restaurações são feitas baseadas apenas na receita da bilheteria do museu, apoio, verba do governo …, ficam somente nas promessas. Obrigado.

  4. EU QUERO ADOTAR UMA MARIA FUMAÇA # NEM QUE SEJA PARA RESTAURA, SE QUEREM QUE EU AJUDE ESTOU AI PARA O KE DE E VIER, O MEU NEGOCIO É AJUDAR A HISTÓRIA A FERROVIA FAZ MAIS DE 160 ANOS E NINGUÉM FALA MUITO DELA…
    Jorge Pais da Silva em Mantiquira Xerem.
    4 de maio às 16:38 · Duque de Caxias ·
    É POR ISSO KE É DIFÍCIL FAZER O BEM #FAZER O MAU É BEM MELHOR…
    KADE O ECO TURISMO DE XERÉM E ARREDORES….
    MUITO BOM # SÓ KE EU NÃO SEI SE É O ABJETIVO DE KE POSSAM VER O KE SE PASSA NO MUNICÍPIO DE DUQUE DE CAXIAS.
    O KE ACHAM SE TIVER REALMENTE TURISMO DE VERDADE NO 4º DISTRITO E ARREDORES, COM UM MUSEU KE FALA-SE E MOSTRA O PASSADO.
    PODERÍAMOS NOS UNIR # EU TENHO UM GRANDE ACERVO FOTOGRÁFICO E VIDEOS KE FALA DO PASSADO DE XERÉM E.T.C.
    PODEMOS RESGATA UM PASSADO KE PAROU NO TEMPO.
    “O FUTURO NÃO VIVE SEM O PASSADO”
    EU SÓ KERO UMA OPORTUNIDADE DE FAZER ALGO DE BOM PELA HISTÓRIA DA BAIXADA FLUMINENSE KE PAROU NO TEMPO.
    SE PODEREM ME AJUDAR A HISTÓRIA VAI AGRADECER # FAÇAM CONTATO COMIGO TEL. 973747475 ou 988104643 Jorge de Xerém o Vô.
    ESSE É UM BOM JORNAL MAIS TINHA KE RODA MAIS AKI EM XERÉM.

    1. Bom dia Jorge, obrigado pelo contato e pelo interesse, buscamos patrocinadores e padrinhos para a restauração das locomotivas do nosso acervo, temos uma regional no Rio, caso você tenha interesse filie-se ao nosso pessoal de lá para ajudar nos trabalhos, manter acessa a chama da ferrovia no Brasil e também para ajudar nos trabalhos para uma futura implantação de um trem turístico, infelizmente são poucas pessoas que ajudam e temos recursos muito limitados. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *